O livro recém lançado, A CORAGEM DE SER EU MESMO, é um livro que vive dando o que falar, a começar por sua capa a qual exala um ar de mistério profundo. A pantera negra sim, é um símbolo de força, coragem e vitalidade.

MARCIO LIMA, ao lançar este livro, afirma ter vivido uma experiencia em estado alterado de consciência em que neste estado todo o livro foi escrito.

Um livro forte, escrito sob um mundo cheio de incertezas, dogmas e extrema escassez quando o assunto é autoconhecimento e conhecimento de quem somos; como funcionamos e o mesmo com o universo ao nosso redor.

Um livro que lhe fará pensar e repensar de forma sutil e mítica sua própria existência.

Um livro sobre dores, sobre alegria; sobre perguntas, mas com poucas respostas. 

Um livro escrito em noites claras e dias negros.

Foram 15 dias de escuridão durante a escrita desse livro que parece dar um presságio já pela sua misteriosa produção de capa do que se espera pelas páginas adentro. 

Eu lembro de estar em total estado alterado de consciência enquanto recebia as questões de A CORAGEM DE SER EU MESMO.

É um livro escuro, para dentro, cheio de nada, mas que está inteiramente em congruência com as asas do saber maior.

Em dias adversos, como os que sempre vivi desde meu desembarque neste planeta, foi preciso muito traquejo, muita coragem para decidir seguir em vida, após as descobertas que me foram feitas e este livro seria talvez um mar de revelações. 

Narrado em prosa poética, sob um gênero literário bastante conhecido no mundo da literatura: o conto. 

Meu convite a você é esse: que você leia com os olhos fechados e o coração aberto, todavia, óbvio que trato aqui de uma metáfora, embora seja essa a questão derradeira, que essa leitura seja feita sem armas, sem julgamentos, sem nada. Apenas leia. Um clique lhe será dado. Caso isso não ocorra sob a primeira leitura, deixe-o pra lá. Recorra ao tempo, ao querido e sábio tempo para que lhe mostre quando e como esse clique lhe chegará. E, então, volte a lê-lo com mais veemência e coragem. 

Sucesso em sua leitura. 

"Sou símbolo de renovação. Intrépido, astucioso e devo marchar mais um dia pelas sendas dessa estrada a qual se arma sob meus pés a cada novo caminhar. Sou grato, sou grito, sou silêncio, sou tudo, sou nada. Ave pairando sob o céu. Céu nem sempre azul, sou eu em plena certeza de que Deus e eu somos um na marcha infinita da existência."

Márcio Lima

Fale Conosco

Seg: à sab   09:30 - 21:30

Rua Gandavo, 41 Vila Mariana SP      

Contato (11)3486-9373 

Reservas com Marcio Lima

 Whatsapp 11 98165-1633

CONVÊNIO COM ESTACIONAMENTO