Por que visagismo é tão importante para adequar imagem?

Atualizado: 11 de mar.


Desde que me formei em visagismo, tenho estudado e pesquisado essa área, para me conectar mais e mais com este campo, afim de trazer experiências cada vez mais dinâmicas e proveitosas aos que me procuram.

Dentro das minhas minhas pesquisas e estudos de casos, incluindo as próprias consultorias que realizo diariamente para pessoas de diversos lugares, incluindo outros estados e países, vejo o quanto o campo da Beleza possui uma enorme responsabilidade no que concerne à ajudar pessoas a sorrirem na frente do espelho. A autoestima é algo vital para que tenhamos energia para tudo. E quando nos sentimos feios, para baixo, desolados, não temos força para sorrir, nos largamos de mão...Isso é o que acontece com milhares de pessoas mundo à fora, quando estão em desarmonia com sua beleza tanto física quanto interna.

O outro lado da moeda é que o campo da beleza poderia ser melhor explorado tanto por profissionais, como por clientes. Saber o que se busca no cabeleireiro é primordial. Mas, por falta de conhecimento e grau de abstração, muitos “profissionais“ a priori, não sabem o tamanho de sua responsabilidade nessa área.

Saber que tudo que nos cerca é informação, isso em si é seria ótimo para alguns avanços nessa área.

Quando um cliente procura um visagista, ele certamente deseja uma mudança, algo novo no seu visual. Mas não sabe que a maior parte desse resultado já se encontra em si próprio.

Para isso, a pessoa precisa saber o que sente sobre si e o que quer mudar, quando finalmente deve saber o que quer expressar com sua imagem.

Veja que paradoxo. Para um visagista ajudar neste sentido, ele deve dialogar com esta pessoa (cliente) sobre questões do tipo: quem é você... como é visto e como deseja ser visto pelos outros, e por si mesmo... sua imagem interna condiz com sua imagem externa...

Qual a sua relação com o espelho... Dentre essas e outras questões, o visagista precisa estar pronto para encarar as sombras dessa pessoa. Para lhe ajudar a pensar sobre tudo isso, seguindo então com a análise do perfil, do rosto, tonalidade de pele, estilo, gostos, para então conseguir sugerir as mudanças necessárias. E nem sempre quem procura este trabalho, está ciente sobre tais abordagens ou mesmo que sua imagem é um cartão de vista tanto para si como para os outros. Precisam saber que não basta apenas cortar cabelo, colocar uma bela roupa, usar alguns acessórios e já basta. Se pensarmos na imagem como algo que fala e passa uma mensagem, veremos que o mais importante é saber criar harmonia entre o que usamos e fazemos com o que queremos expressar, levando em conta que as formas são vivas, ou sejam, comunicam, informam, se expressam, estão ao para nós dizer algo sobre quem somos ou até mesmo sobre a própria vida em sua forma incognoscível. Devemos sempre lembrar disso, pois assim sabemos que por trás de todo rosto e de todo corpo reside uma alma, como bem dizia yung. Por outro lad, o visagismo possui embasamentos científicos, pr